Dia D contra sarampo e poliomielite tem mais aplicações que em 2 semanas de campanha

Em 12 dias foram imunizadas cerca de 13 mil crianças contra as doenças. Só neste sábado (18), mais de 19 mil receberam as doses na Capital

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite vacinou mais crianças do que em quase duas semanas. O chamamento para pais e responsáveis levarem crianças até cinco anos nos postos de saúde começou em 6 de agosto e, até sexta-feira, havia atingido cerca de 13 mil pessoas. No sábado (18), 19 mil crianças receberam doses contra poliomielite e mais de 18 mil receberam a dose contra o sarampo. A campanha segue até 31 de agosto.

A data especial da campanha foi aberta em Goiânia no Centro Municipal de Vacinação e Orientação ao Visitante, no Setor Pedro Ludovico. Apesar do intenso chamamento das autoridades de saúde para a importância de levar as crianças aos postos de vacinação, o movimento ficou menor do que o esperado nas primeiras horas do dia. O personagem Zé Gotinha foi convocado para envolver a criançada no espírito da campanha.

Em algumas salas, com localização mais estratégica, o movimento foi maior. Foi o caso do Centro Municipal de Vacinação, na região Sul de Goiânia, onde uma fila foi formada. Em outras, entretanto, como a Maternidade Dona Iris, a poucos quilômetros dali, foi pequena a procura por vacinas. Superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Goiânia, Flúvia Amorim explicou que a pasta está aproveitando para atualizar o cartão de vacinação das crianças alvo da campanha, de 1 a 5 anos. “Às vezes demora um pouquinho mais exatamente por isso”.

O Centro Municipal de Vacinação, unidade referência da SMS, funciona todos os sábados e domingos, das 8 às 18 horas. Flúvia explicou que a ampliação de atendimento desde o ano passado foi exatamente para atender a reclamação de pais que não tinham tempo de levar os filhos para vacinar durante a semana. “Estamos pensando em abrir salas com esse atendimento de final de semana também em outros distritos sanitários”.

A mãe Andressa, que mora no Residencial Itanhangá, no norte da capital, aproveitou a oportunidade. Ela contou que as vacinas da filha Arielle, de 1,8 meses, estavam atrasadas e neste sábado aproveitou uma carona para ir ao Cais de Campinas e deixar tudo em dia. “Ela tomou quatro vacinas. Agora o cartão está atualizado”. No Ciams do Urias Magalhães a feirante Jaqueline ficou cerca de 40 minutos na fila, mas também deixou o cartão de vacinação dos três filhos em dia. Dois deles, de 6 e 12 anos, receberam vacinas fora da campanha, como para prevenir meningite. “Moro longe daqui. É difícil vir ao posto”.

Gerente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde, Clécia Vecci ressaltou a importância de levar as crianças para vacinar, mesmo que isso já tenha ocorrido. “Quando fazemos uma campanha, pensamos em bloquear uma doença, pensamos no coletivo. Elas são realizadas para tentar corrigir os bolsões susceptíveis formados por aquelas crianças que não estão recebendo as vacinas”. O recado é para alguns pediatras que têm orientado pais a não se preocuparem em levar filhos para tomarem mais uma dose das vacinas.

Com informações do O Popular
Área de anexos

Veja onde vacinar crianças no Dia ‘D’ contra sarampo e poliomielite em Goiânia

66 salas de imunização estarão abertas no sábado (18) das 8h às 17h. Secretaria de Saúde alerta que 85% das crianças menores de 5 anos ainda não foram vacinadas na capital.

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia vai abrir, no sábado (18), 66 salas de vacinação para o Dia “D” contra o sarampo e a poliomielite (veja locais abaixo). O objetivo é imunizar crianças com idades entre 1 ano e 4 anos e 11 meses. De acordo com o órgão, 85% das crianças desta faixa etária na capital ainda não foram imunizadas.

Veja lista de locais de vacinação em Goiânia
Os postos de vacinação vão ficar abertos das 8h às 17h. As crianças que comparecerem aos locais vão receber uma dose de reforço da poliomielite, por meio de gotinha. Já em relação ao sarampo, é aplicada a tríplice viral, que também imuniza contra a caxumba e a rubéola.

Segundo dados divulgados pela SMS, 72,2 mil crianças estão dentro da faixa etária que deve ser vacina em Goiânia. O órgão pretende vacinar pelo menos 95% delas. Na capital, 11,1 mil crianças foram vacinadas contra poliomielite. Em relação ao sarampo, foram imunizadas 11,1 mil.

19 anos sem registros
Goiás não registra casos de sarampo há 19 anos, mas a Secretaria Estadual de Saúde está em alerta devido ao surto da doença em outras regiões do país e pelo baixo índice de vacinação em algumas cidades goianas. Até o início de agosto, 34 casos suspeitos da doença foram registrados em Goiás, sendo que 30 foram descartados e quatro seguem em investigação.

O número de casos notificados neste ano em Goiás já é maior do que em 2017, quando foram investigadas 32 situações, sendo que nenhuma se confirmou. Magna afirma que os casos suspeitos, por enquanto, não são preocupantes e demonstram que os profissinais da saúde estão em alerta para o diagnóstico rápido da doença.

A campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite começou no dia 6 de agosto e segue até o dia 31 de agosto. A meta é vacinar pelo menos 95% das crianças entre 1 ano e 5 anos incompletos, o que corresponde a 345 mil goianos.

Quem pode tomar a vacina?
A imunização do sarampo é feita pela vacina conhecida como Tríplice Viral. O Ministério da Saúde disponibiliza duas doses para quem tem entre 1 e 29 anos. Já dos 29 aos 49 anos, a pessoa tem direito a uma dose. No entanto, durante a campanha, o foco é a imunização de crianças.

“Nesse momento, a campanha está direcionada para as crianças porque representa o maior risco, casos mais graves são em crianças menores”, disse Magna.

Não podem se vacinar gestantes, quem já está com sarampo, crianças com menos de seis meses de idade e pessoas imunocomprometidas, ou seja, com doenças que abalam fortemente o sistema imune.

Com informações do G1 Goiás

Não usar farol em rodovias gera 42 multas por hora em Goiás

Número de infrações só começam a cair agora, depois de dois anos da implantação de regra

Apenas neste ano, até o último domingo, 42 multas foram dadas por hora a motoristas que dirigiram pelas rodovias goianas sem estar com os faróis acesos. Apesar dos números ainda altos, a regra, válida desde julho de 2016, só agora começa a ter índices em redução. Em todo o ano passado, a média por hora foi de 63 infrações confirmadas pelas autoridades tanto nas rodovias federais quanto estaduais. No entanto, os números deste ano ainda estão maiores do que no segundo semestre de 2016, quando se teve uma média por hora de 32 multas.

Vale ressaltar, no entanto, que entre setembro e outubro daquele ano houve discussão judicial referente à fiscalização da regra dos faróis, o que diminuiu em muito a quantidade de infrações. O problema foi resolvido no final de outubro e, desde então, a fiscalização é contínua. Os dados são das estatísticas do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO). Segundo o levantamento, a maior parte das infrações ocorrem nas rodovias estaduais (GOs), com 84,31% do total de 928.775 multas emitidas desde julho de 2016. Isso acontece porque a malha viária estadual é maior ante as vias de responsabilidade da União.

No entanto, segundo a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), responsável pelas GOs, é “impossível precisar o número exato de multas válidas”. Isso seria “devido aos recursos que são registrados pelos usuários das rodovias estaduais, às notificações que não chegam aos respectivos endereços, ao preenchimento de formulário com inconsistências e ao julgamento dos recursos pela Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari)”.

Para o engenheiro de Trânsito e professor universitário Benjamin Jorge Rodrigues, a quantidade de infrações, de todo modo, continua muito alta. “Acho que o problema é que, passados esses dois anos, o pessoal já vai esquecendo e deixando de divulgar. As pessoas vão ficando displicentes com a falta das campanhas educativas”, reforça.

Confusão

Há também uma confusão por parte dos condutores ao saber onde se deve ligar os faróis. “Isso deveria estar bem sinalizado, com a placa informando que dali para frente tem de ligar os faróis”, diz o engenheiro de trânsito.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Jander Costa acredita que possa haver essa confusão, especialmente nos trechos urbanos das rodovias, “mas a lei é muito clara, tem que ligar o farol em todas as rodovias”. Ele diz que é comum que os veículos saiam das cidades e entrem nas vias federais ou estaduais sem os faróis, especialmente se o trajeto realizado é todo dentro do trecho urbano.

A confusão se dá também porque a Agetop não fiscaliza a regra dos faróis acesos em trechos urbanos da G0- 010, G0- 020, G0- 040, G0- 060, G0- 070, G0- 080, G0-319, G0- 403 e G0- 462, na região metropolitana de Goiânia. Ou seja, o motorista em Goiás tem de saber também se a rodovia federal ou estadual em determinados locais. “Deveria ser padronizado, é claro que isso acaba confundindo”, diz Rodrigues.
Marília Tavares
Assistente de Produção Rádio Vinha
Contato: 9 8128-5948

Coreias anunciam nova reunião de líderes para setembro

Encontro em Pyongyang será o terceiro do ano. Moon Jae-in será o 3º presidente sul-coreano a viajar até a capital da Coreia do Norte, mas o 1º em mais de uma década.

Os líderes da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e da Coreia do Norte, Kim Jong-un, vão realizar uma nova cúpula em setembro em Pyongyang, anunciaram nesta segunda-feira (13) representantes dos dois países. Jae-in será o 3º presidente sul-coreano a viajar à capital da Coreia do Norte, mas o 1º em mais de uma década.

Os dois líderes já se encontraram em duas ocasiões, nos dias 27 de abril e 26 de maio, mas os encontros ocorreram na zona desmilitarizada que fica na fronteira entre as Coreias.

A nova reunião foi anunciada após uma rodada de conversações de alto nível entre autoridades de Pyongyang e Seul na cidade fronteiriça norte-coreana. A data exata do encontro de setembro não foi divulgada.

Ri Son Gwon, que representa a Coreia do Norte no diálogo com a vizinha do sul, afirmou que é importante que os governos dos dois países se esforcem para avançar “em todos os assuntos da agenda”.

“Se as questões que foram levantadas nas conversas entre países e nas reuniões individuais não forem resolvidas, problemas inesperados poderão surgir e todos os itens da agenda poderão encontrar obstáculos”, declarou, segundo a CNN.

Essa será a primeira viagem de um presidente sul-coreano à capital do Norte em mais de uma década. De acordo com a Deutsche Welle, o primeiro presidente da Coreia do Norte a ir à Pyongyang foi Kim Dae-jung, que se encontrou com o pai do atual líder, Kim Jong-il em 2000 e depois ganhou o Prêmio Nobel da Paz por seus esforços pela reconciliação intercoreana. Em 2007, foi a vez de Roh Moo-hyun também se encontrar com Kim Jong-il.

Com informações do G1

Câmeras de videomonitoramento na Rua 10 começam a multar nesta segunda-feira

Veja a lista completa das infrações, os valores das multas e a pontuação

Motoristas que trafegam pela Rua 10, Avenida Universitária e Praça Universitária, em Goiânia, já estão sendo fiscalizados por câmeras de videomonitoramento desde o último dia 2. A partir desta segunda-feira (13/8), porém, acaba o período educativo e as multas começarão a ser aplicadas.

A fiscalização vai acontecer nos mesmos moldes da implantada na região do Parque Vaca Brava que monitora 15 situações previstas no Código Brasileiro de Trânsito, cujas gravidades variam de média a gravíssima.

Ainda segundo o órgão, até o final do ano o videomonitoramento também será implantado nas regiões da 44 e do aeroporto de Goiânia.

Veja abaixo a lista completa, os valores das multas e a pontuação:

Infrações médias (4 pontos na carteira e multa de R$ 130,16)

Jogar ou abandonar lixo nas vias;
Estacionar em esquinas;
Parar veículo sobre a faixa de pedestres;
Estacionar veículo onde há sinalização de proibido estacionar (em toda a imediação do
parque Vaca Brava);
Dirigir veículo transportando animais sem a observância das normas
Infrações graves (5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23)

Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto de segurança;
Estacionar o veículo sobre o passeio;
Estacionar o veículo sobre a faixa de pedestres;
Estacionar o veículo sobre ciclofaixa foram do período permitido (das 7 às 17 horas em toda a imediação do parque Vaca Brava aos domingos);
Estacionar veículo ao lado de outro veículo em fila dupla;
Estacionar veículo onde há sinalização de proibido parar e estacionar;
Infrações gravíssimas (7 pontos na carteira e multa de R$ 293,47)

Falar ao celular;
Conduzir motocicleta sem capacete ou com farol desligado;
Avançar sinal vermelho do semáforo
Transportar criança em veículo automotor sem observâncias das normas.

Com informações do Jornal Opção

Começa campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite em Goiás

Fiocruz promove hoje (08), campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil. Além da vacinação há diversas atividades educativas promovidas pela instituição (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Objetivo é imunizar pelo menos 95% das crianças entre 1 anos e 5 anos incompletos. Secretaria de Saúde alerta que cobertura vacinal para as doenças diminuiu nos últimos anos.

A campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo começa nesta segunda-feira (6), em Goiás. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, é necessário imunizar as crianças contra as duas doenças, que podem causar a paralisia e a morte, respectivamente. A meta é vacinar pelo menos 95% das crianças entre 1 ano e 5 anos incompletos.

A campanha segue até o dia 31 de agosto. A expectativa é vacinar mais de 345 mil crianças. A Secretaria de Saúde chama a atenção para o fato da cobertura vacinal das duas doenças ter diminuído nos últimos anos.

Os dados mostram que o índice de imunização contra o sarampo caiu de 108,9% para 68,2% nos últimos dez anos. Já para a poliomielite, no mesmo período, passou de 104,18% para 57,75%.

Segundo a secretaria, o vírus do sarampo voltou a entrar no país por meio de moradores da Venezuela que buscaram refúgio e pelos registros de casos em estados como Roraima, Amazonas, Rio Grande do Sul e São Paulo. A doença é altamente transmissível e tem como sintomas febre alta, erupções na pele, tosse e manchas brancas na mucosa da boca.

Já a poliomielite foi erradicada no Brasil em 1994. Porém, existem casos registrados em outros países, o que aponta a necessidade de realizar a vacinação no Brasil. O vírus é de fácil contaminação e causa paralisia nas pernas.

Em Aparecida de Goiânia, a imunização acontecerá em 32 postos:

Das 8h às 16h30 nas Unidades Básicas de Saúde: Andrade Reis, Jardim Tiradentes I, Jardim Florença, Independência Mansões, Pontal Sul II, Delfiori, Bandeirantes, Jardim Riviera, Campos Elísios, Veiga Jardim, Bairro Independência, Caraíbas, Alto Paraíso, Jardim dos Ipês, Madre Germana, Mansões Paraíso, Buriti Sereno, Parque Trindade, Santa Luzia, Jardim Olímpico, Jardim Bela Vista, Vila São Pedro, Rosa dos Ventos, Nova Olinda, Retiro do Bosque, Cândido de Queiroz, Jardim Paraíso e Garavelo Park.

A vacinação também será realizada de segunda à sexta-feira, das 8 às 18h30, nos Cais Colina Azul e Nova Era, no Centro de Saúde Papillon Park e no Centro de Atendimento Ambulatorial.

Com informações da G1 Goiás

Após queda no nível do Meia Ponte, Saneago terá que elaborar plano de racionamento

Decisão foi tomada em reunião do comitê que discute a preservação e uso dos recursos do manancial. Companhia diz que restrições só vão ser aplicadas se abastecimento piorar.

O Comitê da Bacia do Rio Meia Ponte decidiu, na quinta-feira (2), que a Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago) terá que elabora rum plano de racionamento de água para Goiânia. A decisão foi tomada depois que, ao longo dos últimos dois meses sem chuvas, a vazão do manancial caiu de 7 mil litros por segundo para 4 mil litros por segundo.

A reunião do comitê também autorizou a Saneago a utilizar toda a vazão do rio no ponto de captação. A medida deve amenizar os efeitos da seca, mas, segundo especialistas, pode gerar consequências para a saúde do manancial, já que o nível mínimo que deveria ser mantido nos pontos de retira d’água, não necessitarão de ser respeitados mais.

Vazão total

A Saneago informou que, para alertar a população e reduzir o consumo e evitar o desperdício, a empresa começaria a veicular, nesta sexta-feira (3), uma campanha educativa.

Câmeras reforçam fiscalização na Avenida Universitária

Dez equipamentos vão verificar respeito às normas de trânsito. Multas começam a ser emitidas a partir do dia 13, quando encerra o período educativo, exigido por lei

A partir deste sábado (4) os motoristas que trafegarem pela Avenida Universitária, entre a Praça Cívica e a Praça Universitária, na região central de Goiânia, terão de redobrar a atenção se não quiserem encarar multas de trânsito. Dez câmeras recém-instaladas no trecho vão flagrar uma série de infrações hoje não captadas pela fiscalização eletrônica da via. Até o dia 12, agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) vão orientar motoristas sobre as irregularidades que serão flagradas pelo videomonitoramento do Corredor Universitário. A partir do dia 13 as multas serão aplicadas.

A exemplo da região do Parque Vaca Brava, no Setor Bueno, as câmeras de alta precisão e de longo alcance instaladas no Corredor Universitário vão flagrar motoristas usando telefones celulares, transportando crianças e animais no banco da frente, dirigindo sem cinto de segurança, atirando lixo em via pública, fazendo conversão à esquerda em local inadequado ou estacionando em local proibido. Os equipamentos eletrônicos instalados nesta quinta-feira (2) na Avenida Universitária são capazes de fiscalizar excesso de velocidade, avanço de sinal, circulação de veículos não autorizados na faixa destinada aos ônibus e desrespeito à faixa de pedestres.

Na área do Vaca Brava, 80% das infrações captadas pelo videomonitoramento são de carros estacionados de maneira irregular.Titular da SMT, Fernando Santana informou que a próxima região a receber o videomonitoramento é o Aeroporto Santa Genoveva, em cujas vias laterais tem sido muito grande o número de veículos estacionados em local proibido. Todos os principais eixos de tráfego de Goiânia, como as Avenidas T-7 e T-9, estão na mira da SMT para receber videomonitoramento, conforme o gerente de Educação da pasta, Horácio Ferreira. As câmeras são utilizadas também pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) na área de segurança.

No Parque Vaca Brava, entre julho de 2017 e junho de 2018, foram registradas 5.908 multas com o recurso de monitoramento remoto. Apesar do número elevado, com média diária de 16 infrações, Fernando Santana sustentou em julho, à época da divulgação dos dados, que houve queda de 86%. No começo do programa de verificação eletrônica eram 120 infrações por dia. Nesta região, estão instalados dez equipamentos. Mais de 34% das irregularidades se referiam a estacionamento irregular.

A SMT também pretende promover uma integração com as câmeras da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que dispõe de 400 dispositivos na capital.

Fonte: O Popular

Adesão à lista de espera do ProUni está aberta até amanhã

São Paulo – Alunos do curso profissionalizante de capacitação de jovens, que tem como objetivo desenvolver as competências que formam os perfis mais buscados no mercado de trabalho, oferecido pelo Instituto PROA, em parceria com o Senac.

A lista de espera será usada pelas instituições de ensino para ocupar as bolsas que não foram preenchidas na primeira e segunda chamadas do ProUni.

Os estudantes que não foram pré-selecionados para as bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2018 podem aderir à lista de espera a partir de hoje (30). A adesão deve ser feita no site do programa até amanhã (31). A lista de espera será usada pelas instituições de ensino para ocupar as bolsas que não foram preenchidas na primeira e segunda chamadas do ProUni.

A relação dos candidatos participantes da lista será divulgada no dia 2 de agosto. Os estudantes deverão comparecer à instituição de ensino entre os dias 3 e 6 de agosto para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas no momento da inscrição.

Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente à primeira opção, o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares; o pré-selecionado na segunda opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Para o curso correspondente à segunda opção, pode participar o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não ter ocorrido formação de turma na primeira opção de curso; não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não haver bolsas disponíveis na primeira opção de curso; e o pré-selecionado na primeira opção de curso, reprovado por não formação de turma.

O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, nesse processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições.
Área de anexos

Prazo para saques do abono salarial do PIS/Pasep é prorrogado para mais de 46 mil trabalhadores de Goiás; veja datas

Pagamentos do ano-base 2016 terminaram no dia 29 de junho, mas serão retomados entre 26 de julho e 30 de dezembro, mesmo período em que serão pagos os valores referentes a 2017.

Mais de 46 mil trabalhadores de Goiás que não sacaram do PIS e o Pasep ano base 2016 terão uma nova oportunidade para receber o abono salarial. O prazo para o pagamento do benefício, que havia sido encerrado em junho, foi prorrogado e poderá ser feito entre os dias 26 de julho e 30 de dezembro, mesmo período em que serão pagos os valores referentes a 2017.

A prorrogação do prazo foi autorizada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo do Trabalhador (Codefat) no último 11. De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), dos 805,7 mil trabalhadores de Goiás que têm direito a receber os valores, 759,7 mil já sacaram o abono salarial, o que representa mais de 94%.

No entanto, segundo o ministério, ainda estão disponíveis R$ 33,2 milhões no estado para saques dos valores referentes a 2016. Tem direito a receber o abono salarial que trabalhou formalmente por, no mínimo, 30 dias no de referência, com salário médio de até dois salários mínimos mensais.

Conforme o órgão, o valor que cada trabalhador recebe é proporcional ao tempo em que trabalhou formalmente em 2016. Quem trabalhou os 12 meses de 2016 recebe R$ 954. Já quem trabalhou apenas por um mês deve receber R$ 80.

Para receber o abono, os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. Já os servidores públicos sacam o benefício nas agências do Banco do Brasil. Os beneficiários podem consultar, no site das instituições, os valores aos quais têm direito, ou ainda entrar em contato por telefone. Veja abaixo:

Trabalhadores da iniciativa privada
Local de saque: agências da Caixa
Consultas pela internet: site do banco
Consultas por telefone: 0800-726 02 07

Servidores públicos
Local de saque: agências do Banco do Brasil
Consultas pela internet: site do banco
Consultas por telefone: 0800-729 00 01